Téchne

Writing!

Eu viverei para sempre.

Eternizado em cada numinosa palavra grafada nestas linhas. Em cada leitor que vivenciar minhas histórias. Em cada um que fizer a história existir enquanto é lida.

Viverei na memória daqueles que recontarem o que contei. E que contarem novas histórias inspiradas pelas minhas, que foram inspiradas por outras, e não haveria como ser de outra maneira. Serei sempiterno enquanto remixado, sampleado, mimetizado.

Eu sou imortal. E como tal viverei sozinho. Pois nem a Morte pode ser minha companheira.

Começando pelo Fim

Tira - Laerte

Eu tenho exatamente este problema. Possuo uma facilidade enorme pra criar finais, tanto que começo a escrever minhas histórias por aí. Já criar bons começos, que consigam prender a atenção do leitor, é um desafio enorme e dificílimo.