Relatório 23° Angelo Agostini

Eu estava devendo um relatório do que rolou na entrega do 23º Angelo Agostini, então segue algumas das minhas considerações sobre o evento. Eu cheguei no Sesc da Lapa por volta das 11h da manhã junto com o Leonardo Melo pra montarmos a nossa banca de fanzines lá no evento. Aliás, a banca tomou proporções gigantesca pois além dos fanzines que eu levei pra vender da minha barraca de fanzines, a cada novo fanzineiro e quadrinista independente que chegava por lá, deixava suas revistas e fanzines na banca pra gente vender. E o engraçado é que a banca de fanzines estava montada de frente ao estande da Comix. Parecia até a contra o , só que sem os , os e a . =)

A primeira atividade do dia estava marcado para às 13h, e era uma palestra sobre “Edição de Revistas Independentes” da qual eu participei como editor da Garagem Hermética, apesar de ter repassado o meu cargo pra minha amiga Roberta. Aliás, teria sido muito melhor se ela tivesse participado da mesa, pois além de agraciar as pessoas do auditório com sua beleza, ela é uma garota inteligente e educada e não iria ficar falando um monte de baboseiras chulas que nem eu. Mas na próxima vez, podem ter certeza, será a vez dela.

No começo da palestra eu estava meio nervoso. Eu costumo assistir a palestras sobre quadrinhos há mais ou menos uns 10 anos, e foi uma sensação meio estranha estar pela primeira do outro lado da mesa, olhando para a platéia. Talvez por isso eu tenha soltado tantas baboseiras. Mas na medida do possível eu tentei passar um pouco da minha experiência como fanzineiro, e principalmente da experiência que adquiri editando uma revista independente junto com meus companheiros do Sócios Ltda. Espero que minhas palavras tenham servido de alguma coisa para os quadrinistas que estavam ali presente e que os tenha motivado a partirem pra produção independente, pois a cada dia que passa eu me convenço mais de que a única saída pra construção de um mercado de quadrinhos nacional forte e consistente são os os próprios quadrinistas tomarem a iniciativa. Não dá mais pra ficar esperando pelas editoras, ainda mais as grandes que não estão nem aí pro quadrinista brasileiro.

Inclusive, fiquei feliz de ver a grande quantidade de quadrinhos independentes que foram lançados lá no dia da premiação. Isso mostra que a filosofia “independência ou morte” está contagiando cada vez mais quadrinistas. Quanto mais títulos forem lançados, melhor é pra todo mundo, pois com a cena independente crescendo, ela começa a ganhar mais visibilidade, e com isso, mais força e importância. Só assim ela ira superar a barreira do próprio gueto dos fanzineiros e alcançar o “leitor comum”, fora do “mundo subterrâneo”. Alcançando este leitor, o quadrinistas independente terá um melhor feedback para melhorar a sua produção e evoluir como quadrinista. Ele ganhará ritmo de produção e aprenderá a se adequar ao gosto do seu leitor. E quando isso acontecer, saberemos então que as bases para a consolidação do mercado de quadrinhos brasileiro estarão prontas. A partir daí, os quadrinhos brasileiros estarão prontos para competir de igual pra igual com os títulos gringos.

É claro que esse cenário “idílico” que concebi acima levará anos pra se concretizar. Se tudo continuar ocorrendo como o esperado, eu prevejo uns 15 a 20 anos pra chegarmos até lá. Ou seja, a geração de quadrinista a qual pertenço na verdade apena irá pavimentar o terreno para a próxima geração que irá se formar. E só isso já será uma grande vitória, pois este é o grande problema para o mercado de quadrinhos nacional ainda não ter se consolidado apesar de ser tão antigo quanto outros mercados no mundo; ele não possui continuidade entre suas gerações de quadrinistas, mesmo com esse mercado já tendo alcançado patamares invejáveis de vendas. Havendo continuidade, as novas gerações de quadrinistas passarão a tomar como referência para seus trabalhos a gerações mais antigas, criando assim a tão discutida e polêmica “identidade” dos quadrinhos brasileiros. E a novas gerações de leitores não verão mais os quadrinhos brasileiros como algo alienígena, pois por mais contraditório que isso pareça, é o que acontece hoje em dia. As novas gerações tomarão a publicação de quadrinhos brasileiros como algo natural e habitual a ponto de não diferenciarem a nossa produção da produção gringa em questões técnicas e artísticas mais genéricas, mas reconhecerão um estilo todo próprio de fazer quadrinhos no Brasil, seja qual for a temática abordada, de histórias do cotidiano a ficções científicas cyberpunks. E se depender de mim e dos demais quadrinistas guerrilheiros que estão juntos comigo nesta empreita, esse cenário vai se tornar real por mais fantasioso que ele se pareça agora. Daqui a 20 anos veremos que todo o esforço valeu a pena.

Pois bem, acabei de perceber que comecei a delirar demais e fugi do assunto principal do post que era o Angelo Agostini. De certo modo, não foi uma fuga tão desconexa assim, mas deixaremos essas lucubrações sobre o mercado de quadrinhos nacional para posts futuros na qual irei ensinar táticas de guerrilha pra o quadrinista independente. “Lição número 1: Como tomar de assalto o leitor desprevenido”. =)

Por hora, fiquem com um relatório mais completo e menos delirante do 23º Angelo Agostini no site do Zine Brasil. E confiram também a cobertura do Prêmio Angelo Agostini feita pelo programa HQ Além dos Balões. E abaixo você confere algumas fotos do evento.

A nossa bancada rebelde de fanzines.

A mesa redonda sobre quadrinhos independente. Incrível como eu sai com uma cara de bêbado nesta foto. Tenho certeza que tinha mais alguma coisa além de água naquelas garrafas.

Debate Quadrinhos Independente

A platéia do auditório durante a premiação.

O Auditório

Para conferir mais alguma fotos, visitem o meu flickr.

Relatório HQ Mix 2006

Um pouco atrasado, mas vamos aos meus pareceres sobre a entrega do 18º Troféu HQ Mix que rolou na terça-feira passada.

Bem, a coisa toda já começou pra mim antes da premiação, pois passei a tarde toda junto com meus amigos Harriot e Ingrid dobrando, refilando e grampeando cerca de mil folhas, com uma prévia da Garagem Hermética contendo a hq Onde estão os Tatus-Bolinhas?, que seria entregue mais tarde durante a premiação junto com uma bala dadinho. Foi um trabalho cansativo, depois de terminado eu estava parecendo o em Tempos Modernos, só que ao invés de ficar repetindo o movimento de apertar parafusos, eu estava grampeando qualquer coisa que eu via pela minha frente. Depois dessa estou até pensando em inaugurar uma nova arte-marcial, o Fan-zine-dô. Sabe, as pessoas pensam que dobrar e grampear fanzine se limita apenas a um trabalho repetitivo, mas tem toda uma filosofia e uma sabedoria ancestral envolvida junto. E depois com mais uns cem mil fanzines dobrados, tenho certeza que chegarei a iluminação.

Mas no fim, todo o trabalho que tivemos foi recompensado, pois a estratégia de marketing de distribuir a HQ com uma bala dadinho deu muito certo e chamou muita a atenção das pessoas que foram à premiação. Teve gente que até voltou pra pegar mais só por causa da bala dadinho. E depois quando eu falo que quadrinhista é tudo morto de fome as pessoas não acreditam em mim. O Van Gogh chegou até a subornar um dos seguranças com uma bala dadinho, pra poder permanecer na área “restrita” ao lado do palco. Incrível!

O melhor do HQ Mix é a social que você pode ter com os outros quadrinhistas, principalmente com a galera fanzineira, que indiferente da situação do mercado de quadrinhos nacional (se é que ele realmente existe) não deixa de produzir quadrinhos constantemente. Nesse HQ Mix tive a oportunidade de conhecer o Renato Lima, um dos editores da Mosh, que é super gente fina e até me presenteou com um exemplar da edição nº 12 da Mosh (que infelizmente será o último da revista) e o Leo Finocchi, que também participa da Mosh, além de colaborar pro MDM (o site de quadrinhos mais engraçado da net). E finalmente também conheci pessoalmente o Lorde Lobo, o editor da Areia Hostil, em cuja edição nº 11 foi publicada uma hq do Homem-Grilo.

E como não podia deixar de ser, tinha muita gente lá também vendendo seus fanzines e hqs independentes. Eu estava muito interessado em comprar a nova hq dos gêmeos Fábio Moom e Gabriel Bá, Um Dia, uma Noite. Mas depois que vi o preço, acabei desistindo. Cinco reais por uma revista de 24 página p/b e capa duas-cores é muito caro. Pelo jeito os gêmeos esqueceram que quadrinhos é cultura de massa, e portanto deve ser não apenas bom, mas também BARATO. Preferi gastar esses cinco reais com a nova edição da Quadreca e não me arrependi. São 74 páginas internas, sendo que algumas delas são coloridas, e a qualidade das histórias não devem em nada a dos gêmeos. Outro fanzine que comprei e curti muito foi o Comic Sans da Gabriela Kato, que traz uma hq curtinha, mas muito divertida. Quando comecei a ler a história, logo pensei: “puxa, mas uma hq fofinha com final feliz, que droga!”. Mas logo que virei a página, vi que estava errado, pois a história se transfigura pra um humor negro sensacional. Só sei que passei horas afins rindo dessa hq. E pra completar, o fanzine ainda traz na última página uma tira do Leonardo Pascoal, onde ele manda muito bem mostrando o que é realmente acreditar no amor e na amizade. =)

E ainda troquei e ganhei um monte de outros fanzines, como a última edição da Manicomics, a edição especial do Subterrâneo, e a versão “mini” do fanzine No Fio Fó Todo Dia.

Bem, no fim o evento foi muito proveitoso. Ano que vem tem mais. E quem sabe, eu talvez até esteja concorrendo com a Garagem Hermética. Sonhar não custa nada, não é? =)

Vencedores do 18º HQ Mix

Saiu a lista dos vencedores do Troféu HQ Mix deste ano. Cofiram:

Adaptação para outro veículo
Sin City – A Cidade do Pecado

Álbum de aventura
Tintim – Os Charutos do Faraó (Companhia das Letras)

Álbum infantil
Turma do Xaxado – Pelourinho em quadrinhos (Independente)

Animação
Vinhetas Nacionais Cartoon

Blog/Flog
Gabriel Bá e Fábio Moon (http://10paezinhos.blog.uol.com.br)

Caricaturista
Baptistão

Cartunista
Spacca

Chargista
Angeli

Desenhista estrangeiro
Milo Manara ( Bórgia )

Desenhista Nacional
Spacca

Desenhista revelação
Julia Bax ( Kaos e Quebra Queixo )

Edição especial estrangeira
Maus ( Cia das Letras )

Edição Especial nacional
Santo e os Pais da Aviação ( Cia. Das Letras )

Editora do ano
Conrad

Evento
Festival Internacional de Quadrinhos, Belo Horizonte/MG

Exposição
Henfil do Brasil- CCBB

Fanzine
Manicomics

Ilustrador
Orlando

Ilustrador de livro Infantil
Cárcamo ( Os amantes do Lago Rotorua e A fantasia do Urubu Beleza

Jornalista especializado
Sidney Gusman

Livro Teórico
Narrativas Gráficas, DE Will Eisner (Devir)

Minissérie
Superman-Identidade Secreta ( Panini )

Projeto Editorial
Cidades Ilustradas ( Casa 21)

Projeto Gráfico
Coleção Cidades Ilustradas –Salvador e Belém ( Casa 21)

Prozine
Areia Hostil

Publicação de cartuns
Sem Comentários de Allan Sieber ( Casa 21)

Publicação de charges
Diabo Coxo ( Edusp)

Publicação de Clássicos
Maus ( Cia. Das Letras )

Publicação de Humor
Pif Paf – Millôr Fernandes ( Salão Carioca )

Publicação de Terror
Dylan Dog ( Mithos )

Publicação de Tiras
Níquel Náusea – A perereca da vizinha ( Devir )

Publicação Independente
Mosh!

Publicação MIX
Mosh! ( Independente )

Publicação sobre quadrinhos
Wizard ( Panini )

Revista de aventura
Lobo Solitário ( Panini )

Revista Infantil
O menino maluquinho ( Globo )

Roteirista Estrangeiro
Ozamu Tesuka ( Buda )

Roteirista Nacional
Spacca

Salão de Humor
32º Salão Internacional de Humor de Piracicaba

Site de autor
Adão Iturusgarai ( www.adaoonline.com.br )

Site de quadrinhos
Nona Arte ( www.nonaarte.com.br )

Site sobre quadrinhos
Universo HQ ( www.universohq.com.br )

Tira Nacional
Piratas do Tiete – Laerte

Indicados ao HQMix 2006

Já saiu os indicados a 18° edição do Troféu HQMix, que premia os profissionais atuantes no mercado de quadrinhos brasileiro. A entrega do prêmio já está agendada para o dia 11 de julho, às 20h no Sesc Pompéia. Segue logo abaixo a relação completa dos indicados em cada categoria. Destacado em negrito estão quais seriam as minhas escolhas. Na maioria tentei fugir das figurinhas carimbadas, mas em algumas categorias não teve jeito. Nas categorias que não há destaque, é porque decidi me abster por falta de conhecimento. E você? Quais são suas escolhas?

1) DESENHISTA NACIONAL
Allan Sieber (Vida de Estagiário)
Fábio Moon & Gabriel Bá (Rolando)
Ivan Reis (Superman)
Marcello Quintanilha (Salvador)
Miguel (Leugim) (Vida e Morte Severina)
Mike Deodato (Hulk)
Spacca (Santô e os Pais da Aviação)

2) DESENHISTA ESTRANGEIRO
Cary Nord (Conan, o Cimério)
Chris Sprouse (Top Ten)
Eduardo Risso (100 Balas)
Hiroaki Samura (Blade – A Lâmina do Imortal)
Jacques Tardi (O Grito do Povo)
John Cassaday (Planetary e Surpreendentes X-Men)
Milo Manara (Bórgia)

3) ROTEIRISTA NACIONAL
André Diniz, de Chalaça, o amigo do imperador (Conrad)
Caco Galhardo, Dom Quixote (Peirópolis)
Gonçalo Junior, de Claustrofobia (Devir)
Marcatti, Mariposa (Conrad)
Osmarco Valadão, The Long Yesterday (Comic Store)
Spacca, de Santô e os Pais da Aviação (Companhia das Letras)
Wellington Srbek, Muiraquitã Especial e Monstros (independente)

4) ROTEIRISTA ESTRANGEIRO
Alexandro Jodorowski (Bórgia)
Giancarlo Berardi (Julia – Aventuras de uma Criminóloga)
Gianfranco Manfredi (Mágico Vento)
J.M Straczynski (Rising Star e Esquadrão Supremo)
Kazuo Koike (Lobo Solitário)
Michael Bendis (Powers e Demolidor)
Osamu Tezuka (Buda)

5) DESENHISTA REVELAÇÃO
Fábio Lyra (Mosh!)
Joacy Jamys (Independente)
José Aguiar (vencedor Mundo dos Quadrinhos)
Julia Bax (Kaos e Quabra-Queixo)
Manoel Magalhães (The Long Yesterday)
Rafael Coutinho (Bang Bang)
Rod Pereira (Ronin Soul)

6) CHARGISTA
Angeli (SP)
Chico Caruso (RJ)
Jean (SP)
Paulo Caruso (SP)
Rico (MG)
Seri (SP)
Simanca (BA):

7) CARICATURISTA
Baptistão (SP)
Dálcio Machado (Campinas/SP)
Fernandes (SP)
Gilmar Fraga (RS)
Gustavo Duarte (SP)
Lézio (MG)
Quinho (MG)

8) CARTUNISTA
Biratan (PA)
Dálcio (Campinas/SP)
Arnaldo Branco (RJ)
Jota A (PI)
Leonardo (RJ)
Benett (SP)
Spacca (SP)

9) ILUSTRADOR
Biry
Cavalcante
Kako
Orlando
Patrícia Lima
Rogério Nunes
Walter Vasconcelos

10) ILUSTRADOR DE LIVRO INFANTIL
Alcy Linares, por Coleção Crescer (Salamandra)
Cárcamo, por Os amantes do lago Rotorua (SM) e A fantasia do Urubu Beleza (Melhoramentos)
Daniel Bueno, por O pequeno fascista (Cosac Naify)
Graça Lima, por Abre a boca e fecha os olhos (Companhia das Letrinhas)
Orlando, por Pollyanna (Ática)
Rogério Borges, por Para olhar e olhar de novo (Moderna)
Samuel Casal, por História de fantasia e mistério (Scipione)

11) REVISTA INFANTIL
Chico Bento (Globo)
Minnie (Abril)
Mônica (Globo)
O Menino Maluquinho (Globo)
Scooby-doo (Panini)
Smilingüido (Panini)
Tio Patinhas (Abril)

12) PUBLICAÇÃO DE CLÁSSICO
As Aventuras de Tintim – O Lótus Azul (Companhia das Letras)
Ás Inimigo (Opera Graphica)
Elektra Assassina (Panini)
Fabulous Furry Freak Brothers Vol II – A viagem continua (Conrad)
Maus (Companhia das Letras)
Mr. Natural vai para o hospício e outras histórias (Conrad)
O Melhor da Disney – As Obras Completas de Carl Barks (Editora Abril)

13) PUBLICAÇÃO DE HUMOR
F (Independente)
Groo – Impostos! Pague até para morrer (Opera Graphica)
Mad (Mythos)
Pif Paf, de Millor (Salão Carioca)
Sem Comentário, de Allan Sieber (Casa 21)
Tarja Preta (Independente)
Vida de Estagiário, de Allan Sieber (Conrad)

14) PUBLICAÇÃO MIX
Caô (independente)
Clériston e a banda dialógica (independente)
Front 16 – Morte (Via Lettera)
Kaos (Mantícora)
Marvel Max (Panini)
Mosh! (independente)

15) PUBLICAÇÃO DE TERROR
Criaturas da Noite (Ediouro)
Dylan Dog (Mythos)
Espíritos (independente)
Manticore (independente)
Monstros (independente):

16) REVISTA DE AVENTURA
Buda (Conrad)
Conan, o Cimério (Mythos)
Demolidor (Panini)
J. Kendall – Aventuras de uma Criminóloga (Mythos)
Ken Parker (Tapejara)
Lobo Solitário (Panini)
Mágico Vento (Mythos)

17) PUBLICAÇÃO DE TIRAS
Maria – Espirituosa há 30 anos (Marca de Fantasia)
Hugo para principiantes, de Laerte (Devir)
Níquel Náusea – A Perereca da Vizinha , Fernando Gonsales (Devir)
Pau pra toda obra, de Gilmar (Devir)
Radicci – Zona Rural, de Iotti (L&PM)
Rango 35 anos, de Edgar Vasquez (L&PM)
Rocky & Hudson, de Adão Iturrusgarai (Devir)

18) EDIÇÃO ESPECIAL NACIONAL
Bang Bang (Devir)
Chalaça, o amigo do Imperador (Conrad)
Dom Quixote em Quadrinhos (Peirópolis)
Morte e Vida Severina em Quadrinhos (Independente)
Santô e os Pais da Aviação (Companhia das Letras)
Sertão Vermelho 2 (independente)
The Long Yesterday (Comic Store)

19) EDIÇÃO ESPECIAL ESTRANGEIRA
Bizarro Comics (Opera Graphica)
Bórgia – Sangue para o Papa (Conrad)
Gotham City contra o Crime (Panini)
Maus (Companhia das Letras)
Rising Stars Vol. 1 (Mythos)
Sandman – Prelúdios e Noturnos (Conrad)
WE3 – Instinto de Sobrevivência (Panini)

20) MINISSÉRIE
Arthur – Uma Epopéia Celta (Ediouro)
Conan – Os Demônios de Khitai (Mythos)
Crise de Identidade (Panini)
Ring – O Chamado (Conrad)
Superman – Identidade Secreta (Panini)
Wanted – Procurado (Mythos)
Wolverine – O Fim (Panini)

21) PUBLICAÇÃO SOBRE QUADRINHOS
100 Respostas sobre Batman (Abril)
Anime Invades (Editora Europa)
Grandes Sagas DC (Abril)
Kaboom (Editora Eclipse)
Quadreca (Editora-Laboratório Com-Arte da ECA/USP)
Replicante (Brainstore)
Wizard (Panini)

22) PUBLICAÇÃO INDEPENDENTE
F.
Gorjeta
Monstros
Mosh!
O Contínuo
Tarja Preta
Voodoo!

23) FANZINE
Edição Quadrinhos
Justiça Eterna
Manicomics
Ossostortos
Subterrâneo
Um Triste Homem em Las Vegas
Zine P

24) PROZINE (FANZINES COM IMPRESSÃO MAIS ELABORADA E COM PARTICIPAÇÃO DE PROFISSIONAIS)
Alboom (ABRA)
Areia Hostil
Bira Zine
Cabal
O Martelo
Orbital
Santo do Pau Oco

25) PROJETO GRÁFICO
As Aventuras de Tintim (Companhia das Letras)
Bizarro Comics! (Opera Graphica)
Coleção Cidades Ilustradas – Salvador e Belem (Editora Casa 21)
Coleção Sandman (Conrad)
Grito do Povo (Conrad)
Guia Oficial DC Comics Roteiros e Desenhos (Opera Graphica)
Marvels 10 Anos (Panini)

26) ÁLBUM DE AVENTURA
100 Balas – A Seis Passos da Morte (Opera Graphica)
Batman Ano Um (Panini)
Marvels 10 Anos (Panini)
Planetary (Devir)
Powers (Devir)
Sin City – A Grande Matança (Devir)
Tintim – Os Charutos do Faraó (Companhia das Letras)

27) ÁLBUM INFANTIL
Cabeça Oca, de Christie Queiroz (independente)
Cine Gibi 2 (Globo)
Luana e sua Turma (revista independente e publicação infantil)
Mendelévio, de João Marcos (independente)
Pequeno Vampiro (Jorge Zahar Editores)
Rei Arthur na Coleção Clássicos em Quadrinhos (Ática)
Turma do Xaxado – Pelourinho em quadrinhos (Independente):

28) PUBLICAÇÃO DE CHARGES
Alcy – Vida de artista (Devir)
Brasil em Preto e Branco, de Fred (independente)
Cara & Coroa, de Jota A (independente)
Charges do Lance, de Gustavo e Mario Alberto (Lance!)
Diabo Coxo (Edusp)
Política Zero – A crise nas charges da FSP, de Glauco (Devir)
Traço Extra – Fausto (independente)

29) PUBLICAÇÃO DE CARTUNS
Alcy: Vida de Artista (Devir)
Cada um no seu lugar, Deixem-me Inventar e Sim, Amor, de Quino (Martins Fontes)
Cara & Coroa, de Jota A (independente)
O Sexo depois do Viagra (Ediouro)
Sem Comentários, de Allan Sieber (Casa 21)
Traço Extra – Fausto (independente)
Uma Do”s”e de Humor Mineiro (independente)

30) LIVRO TEÓRICO
A Saga dos Super-Heróis Brasileiros, de Roberto Guedes (Opera Graphica)
Cultura Pop Japonesa, vários autores (Hedra)
Dicionário do Morcego, de Silvio Ribas (Flama)
Narrativas Gráficas, DE Will Eisner (Devir)
Os Guias DC de Roteiro e Desenhos (Opera Graphica)
Reinventando os Quadrinhos, de Scott McCloud (M. Books)
Tentação à Italiana, de Gonçalo Junior (Opera Graphica)

31) TIRA NACIONAL
Aline, de Adão Iturrusgarai
Animatiras, de Jean Galvão
Mano a Mano, de Luscar
Níquel Náusea, de Fernando Gonsales
Ócios do Ofício, de Gilmar
Piratas do Tietê, de Laerte
Vida de Estagiário, de Allan Sieber

32) PROJETO EDITORIAL
Cidades Ilustradas (Casa 21)
Clériston e a banda dialógica (independente)
Grandes clássicos (Panini)
Minha Vida, de Robert Crumb (Conrad)
O Melhor da Disney – As Obras Completas de Carl Barks (Abril)
Republicação de Tintim (Companhia das Letras)
Série Ken Parker (Tapejara)

33) ANIMAÇÃO
Anabel
Dia D, de Céu D’Ellia e Suvaca di Prata
Igarassu, de Lula Gonzaga
Nave Mãe, de Otto Guerra
O Boto, de Humberto Avelar
Pixcodelics, de Marco Alemar e Caio Mário Paes
Vinhetas Nacionais Cartoon

34) EXPOSIÇÃO
Ilustrando em Revista (Editora Abril e FAAP, SP)
O que é o Brasil (Senac, 50 quadrinhistas brasileiros)
Exposição Lourenço Mutarelli no 4º FIQ, de Minas Gerais
Dessinateurs Brésiliens dans le 24éme Salon International de la Caricature du Dessin de Presse et d’Humour.por Wagner passos na França
Exposição Henfil do Brasil, CCBB
Exposição de Quadrinhos Super-heróis entre nós, Ivan Cabral, Bienal do Livro e Quadrinhos
Instalação Altos e Baixos do Baixo Clero no Poder – A Capela Severina (Paulo Caruso), no 32° salão Internacional de Humor de Piracicaba

35) EVENTO
2ª Feira do Livro Infantil, Juvenil & Quadrinhos de São Paulo
Alboom! – III Mostra de Quadrinhos
Anime Friends/2005
II Festival Internacional de Quadrinhos, Belo Horizonte/MG
Ilustra Brasil 2
Mundo dos Quadrinhos – 2005
Pizzada / 6º Encontro Anual dos Cartunistas

36) SALÃO DE HUMOR
13º Salão Universitário de Humor de Piracicaba
16° Salão Carioca de Humor
1º Festival de Humor de Porto de Galinhas
23º Salão de Humor do Piauí
32° Salão Internacional de Humor de Piracicaba
III Festival Internacional de Humor Gráfico das Cataratas do Iguaçu
VII Festival Internacional de Humor e Quadrinhos de Pernambuco

37) ADAPTAÇÃO PARA OUTRO VEÍCULO
Adult Swim, do Cartoon Network, com os cartunistas Angeli, Adão Iturrusgarai, Glauco, Laerte; e Caco Galhardo – estúdio de animação Daniel Messias.
Cine Gibi 2, da Turma da Mônica
Avenida Dropsie: um bairro, um universo, Will Eisner,Teatro Popular do Sesi
Batman Begins
Constantine
Quarteto Fantástico
Sin City – A Cidade do Pecado

38) SITE DE QUADRINHOS
Areia Hostil (http://www.areiahostil.com.br)
Candyland (http://www.candyland.com.br/quadrinhos/hq.htm)
Cortante (www.cortante.com.br/)
Joacy Jamys (http://www.joacyjamys.com.br/)
Nona Arte (www.nonaarte.com.br)
Pixels (http://www.pixels.com.br/)
Quadrinhos Institucionais (http://www.andrehq.com/)

39) SITE SOBRE QUADRINHOS
Bigorna (www.bigorna.net)
Fábrica de Quadrinhos (www.fabricadequadrinhos.com.br)
Herói (www.heroi.com.br)
HQ Maniacs (www.hqmaniacs.com)
Sobrecarga (www.sobrecarga.com.br)
Universo HQ (www.universohq.com)
Zine Brasil (http://zinebrasil.zip.net)

40) BLOG / FLOG DE ARTISTA GRÁFICO
Allan Sieber (http://talktohimselfshow.zip.net)
Solda (http://cartunistasolda.blogspot.com/)
Felipe Cunha (http://www.felipecunha.blogger.com.br)
Gabriel Bá e Fábio Moon (http://10paezinhos.blog.uol.com.br)
Gustavo Duarte (http://mangabastudios.blog.uol.com.br)
Kemp (http://www.kemp.cjb.net)
Rafael Sica (http://rafaelsica.zip.net)

41) SITE DE AUTOR
Adão Iturrusgarai (www.adaoonline.com.br)
Biratan (http://www.biratan.com.br)
Bruno D’Angelo (www.yellojello.com.br)
Fido Nesti (www.fidonesti.com.br)
Galvão (www.vidabesta.com/)
Ronaldo (http://www.ronaldocartoons.com.br/)
Samuel Casal (http://www.samuelcasal.com)

42) JORNALISTA ESPECIALIZADO NO SEGMENTO
Carol Almeida (Jornal do Commercio)
Jones Rossi (Jornal da Tarde)
Marcelo Castilho Avellar (Estado de Minas)
Marcelo Costa Ribeiro (O Dia – Teresina)
Marco Aurélio Canonico (Folha de S.Paulo)
Marko Ajdaric (Neorama e Bigorna)
Sidney Gusman (Universo HQ e Wizard)

43) EDITORA DO ANO
Companhia das Letras
Conrad
Devir
Ediouro
Mythos
Opera Graphica
Panini

Tags: , , , ,