O Cantar do Aedo

– E então, amigo Homero, como foi na entrevista?
– Não fui bem, Hesíodo. Minha obra foi rejeitada.
– Mas por quê?
– O editor disse que meus Olimpianos são cópia de uma tal de Liga da Justiça.
– Cópia?
– Isso mesmo.
– Interessante…
– Hã?
– Não percebe, Homero. Isso quer dizer que os nossos Deuses continuam existindo no imaginário do Homem desse tempo. Ainda que com outros nomes.
– Sim, Hesíodo, de fato. Mas eles acreditam que foram eles que criaram. Não percebem que foram inspirados por nossas Musas.
– Não importa. Mesmo que eles acreditem que realmente possam criar algo do nada, e não percebam que utilizam os mesmos arquétipos que nós usávamos, mais cedo ou mais tarde esses aedos… Como é mesmo o nome que eles se dão hoje em dia?
– Quadrinistas!
– Isso. Esses quadrinistas perceberão que a única originalidade que podem conceber está na particularidade de seus cantares.
– Não, Hesíodo. Eles não cantam mais. Agora eles desenham as histórias.
– Que seja! O princípio é o mesmo!
– Você está certo. Então vamos fazer um brinde aos aedos, aos antigos e aos modernos, que eternizam os deuses e heróis com suas histórias.
– E também as nossas musas, pois sem suas inspirações não seríamos nada.
– Aos aedos e as musas!

Filho do Homem-Aranha

Spider Baby

Deem uma olhada neste foto que encontrei no Petiscos (sim, eu leio blogs de fofocas!). Segundo a Julia Petit, trata-se provavelmente de uma campanha de moda. Agora só resta descobrirmos quem está posando para a campanha, o Homem-Aranha ou a Lindsay Lohan (eu aposto no Aranha, apesar do figurino dele ser um pouco antigo).

Mas se eu fosse a Lindsay tomava muito cuidado com o Homem-Aranha. Afinal, não disseram que o Teioso possui sêmen radioativo? Agora se ela tivesse ficado com o Musculoso já não teria esse problema. =)

Quarteto Fantástico Contra o Chupa-Cabras

O Coisa

Li ontem no Universo HQ sobre o lançamento de uma hq no mínimo curiosa. É uma história do quarteto fantástico intitulada Fantastic Four – Isla de la Muerte, que tem como trama, uma viagem dos quatro fantástico a Porto Rico onde lá ele irão topar com chupa-cabras (sim, não um, mais vários). Essa hq eu com certeza vou querer ler.

No entanto, essa não é a primeira vez que um super-herói enfrenta um nos quadrinhos. O Gralha (que para quem não conhece, é um dos melhores super-heróis brasileiros já criados) enfrentou vários chupa-cabras na sua hq de estréia, publicada em 1997 na revista Metal Pesado (uma edição especial comemorando os 15 anos da Gibiteca de Cutiba). Aliás, essa história é muito boa, trazendo algumas brincadeiras de meta-linguagem de fazer inveja ao .

E isso tudo me lembra que ainda preciso escrever uma HQ de Crossover entre o Gralha e o Homem-Grilo. Talvez de até pra colocar uma chupas-cabras nesta história também! =)

O Gralha contra os Chupa-Cabras

Quarto Mundo

Alguns de vocês devem lembrar que eu disse que uma das minhas metas pra esse ano de 2007 era criar um coletivo reunindo os diversos quadrinistas independentes espalhados pelo Brasil. Pois bem, mais um desafio na minha jornada foi cumprido. Apresento-lhes o Quarto Mundo!

A ideia por traz do Quarto Mundo é simples. O objetivo desse coletivo é reunir os quadrinistas independentes para se ajudarem mutuamente na solução de problemas comuns que encontramos na produção de nossas revistas em quadrinhos, como a divulgação, distribuição e venda. E o blog será a nossa principal linha de contato, tanto com os leitores, quanto com outros quadrinistas.

No blog do Quarto Mundo pretendemos postar uma lista completa de todas as revistas em quadrinhos independentes que estão sendo publicado no Brasil atualmente. Lá também serão postadas dicas e tutoriais para os quadrinistas independentes, desde coisas referentes a própria produção de uma revista em quadrinhos, até coisas relacionadas a venda, divulgação e distribuição das revistas. Além disso, o blog também servirá para a publicação de HQs online utilizando o sistema do ComicPress, que é o mesmo que utilizo atualmente com o Homem-Grilo.

A pré-estreia do Quarto Mundo aconteceu no evento HQ na BA, onde montamos a nossa banca de quadrinhos independentes. Mas a nossa grande estréia será no FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos), a ser realizado em Belo Horizonte na semana que vem, e no qual o Quarto Mundo estará presente com um stand.

Por fim, abaixo vocês podem conferir um video de uma matéria que foi exibida no programa Metropolis da Tv Cultura na última segunda feira falando sobre a criação do Quarto Mundo.