Histórias em Quadrinhos

Estas são as séries de histórias em quadrinhos escritas por Cadu Simões.

Homem-Grilo

Ilustração do Homem-Grilo por Fred Hildebrand

O Homem-Grilo é um super-herói que ganhou seus poderes ao ser mordido por um grilo radioativo (se é que os grilos mordem). O personagem foi criado por Cadu Simões (e o visual desenvolvido por Ricardo Marcelino). Ele é o principal defensor de Osasco City (uma versão megalópole da cidade real de Osasco) e suas histórias em quadrinhos são uma paródia ao universo dos super-heróis.

Mesmo que você não goste de super-heróis poderá se divertir com as atrapalhadas aventuras desse super-herói que não teme nada nem a ninguém (bem, exceto as baratas), está sempre pronto a enfrentar vilões megalomaníacos que querem dominar o mundo e frequentemente é confundido com o Chapolin Colorado.

Nova Hélade

Ilustração de Nova Hélade por Juliano Kaapora.

Bem-vindo a um mundo de deuses e titãs, de heróis e monstros, onde os mitos são verdadeiros e as lendas ainda estão vivas. Um mundo onde magia e tecnologia convivem lado a lado. Tão diferente do nosso, mas ao mesmo tempo tão igual. Esse é o mundo de Nova Hélade.

A proposta de Nova Hélade é revisitar os mitos gregos, mas ambientando-os em um cenário futurista. Deste modo, veremos personagens da literatura grega clássica, como Hércules, Teseu, Orfeu, Dédalo, entre tantos outros, com novas roupagens e visuais, mas respeitando o máximo possível a essência deles.

Acelera SP

Ilustração de Acelera SP por Gil Tokio.

A história de Acelera SP se passa na grande São Paulo, alguns anos no futuro, no qual as políticas neoliberais se tornaram hegemônicas e todos os serviços públicos nessas cidades foram privatizados ou estão em processo de privatização. Mas alguns grupos resistem ocupando os poucos espaços públicos que restaram e transformando-os em ZADs (Zona Autônoma a Defender).

Iremos então acompanhar a vida de personagens pela grande São Paulo e mostrar como eles vivem (ou sobrevivem) em um mundo onde não existe mais seguridade social pelo Estado e está sob o comandado de corporações e de poucas famílias abastadas que são favorecidas por leis, políticas e práticas de concentração de renda, enquanto a maior parte da população vive na miséria.

Cosmogonias

Ilustração de Cosmogonias por Gil Tokio.

Cosmogonias começou como uma publicação reunindo alguma das minhas HQs curtas que tem como temática comum a criação – em seus mais diversos aspectos, seja a criação de mundos, a criação de vidas ou ainda a criação de histórias.

Mas agora se tornou uma série de antologias das minhas histórias em quadrinhos curtas em geral, ainda que muitas mantenham uma temática filosófica calcada em mitologias (sobretudo a helênica).

Por serem histórias fechadas e auto-contidas, as HQs de Cosmogonias costumam variar bastante de desenhista e estilos de desenhos em cada uma delas.


Financiamento

A produção e a publicação dessas histórias em quadrinhos são financiadas através de um financiamento coletivo recorrente no Catarse.

O dinheiro arrecadado é utilizado para pagar tanto os custos de manutenção dos sites no qual as histórias em quadrinhos são publicadas, assim como o trabalho de diversos profissionais que trabalham na produção desses quadrinhos com Cadu Simões (que escreve e leitreira), como desenhistas, arte-finalistas, coloristas, letristas, diagramadores, revisores, etc.

Portanto, se você gosta de nossas histórias em quadrinhos, pense a respeito de começar a apoiar financeiramente a nossa produção. Caso não queira se comprometer com a assinatura mensal do Catarse, você também pode optar por um apoio financeiro pontual, na quantia que achar que vale nosso trabalho e que couber no seu bolso, fazendo um Pix através da chave b4cb8542-c0a7-4238-831e-fef64e842881 ou usando o QR Code contido neste link.


Filosofia de Produção

Todos esses quadrinhos, além de serem publicados gratuitamente nos respectivos sites de cada série, estão sob uma licença livre Creative Commons, que permite que qualquer um possa copiar, compartilhar e redistribuir essas obras em qualquer suporte ou formato, assim como transformar, remixar e criar outras obras a partir das minhas, mesmo que para uso comercial, desde que seja dado o crédito apropriado aos autores, que seja indicado a fonte das obras, e que qualquer obra derivada seja distribuída sob a mesma licença (dessa forma promovendo um ciclo virtuoso de cultura livre).

A ideia com isso é promover uma produção anticapitalista de quadrinhos que desvincule a noção de história em quadrinhos como uma mercadoria a ser vendida num mercado visando a acumulação de capital (até mesmo porque não somos nenhuma grande corporação editorial).

O objetivo é que seja priorizado pelos leitores o valor de uso dos quadrinhos como objeto artístico e cultural, e não seu valor de troca como mera mercadoria. Então, sinta-se a vontade para ler, compartilhar, imprimir, distribuir e criar obras derivadas a partir dessas HQs.