Quadrinhos de Cordel

Barraca de Fanzines

Na minha barraca de fanzines na Feira de Artes, Cultura e Laser de Osasco, tenho o costume de deixar os fanzines pendurados em cordas estendidas pela barraca como se fossem um varal de roupas. Isso sempre acaba gerando a seguinte pergunta das pessoas: “O que é isso? Literatura de Cordel?” Ao que eu prontamente respondo: “Não, é Quadrinhos de Cordel”. =)

Estou com essa barraca de fanzines na feira desde outubro do ano passado, e o que percebi neste poucos mais de três meses é que o público em geral não faz a mínima ideia do que é fanzine e principalmente, de que existe quadrinhos brasileiro além da Turma da Mônica.

Mas isso não é algo ruim não. Pelo menos não de todo ruim. Ao contrário de muitos leitores de quadrinhos que não leem quadrinhos brasileira por puro preconceito, esse público da feira não lê por simples ignorância mesmo. E quando digo ignorância, não utilizo a palavra no sentido pejorativo. Eles ignoram os quadrinhos brasileiros simplesmente porque nunca antes tiveram contato com essa produção.

Cabe então apresentar esses quadrinhos a eles. Essa é na minha humilde opinião a saída pro quadrinho brasileiro. É criar público novo. Não foque apenas em quem já é leitor habitual de quadrinhos. Você quadrinista independente deve mirar também no público leitor em geral. Mas cabe aqui uma ressalva. Focar no público geral não quer dizer que você não possa fazer histórias para um público de nicho. Pelo contrário. Não só pode como deve. Mas, novamente, nunca se limite apenas a quem já é leitor de quadrinhos. Lembre-se, é preciso criar público novo. Se você, meu amigo quadrinista, fizer isso, estará conseguindo uma proeza que nem mesmo as grandes editoras mais conseguem fazer.

E é o que venho tentando fazer na minha barraca de fanzines. O Homem-Grilo tem agora uma parcela de leitores que antes nem sequer tinham o hábito de ler quadrinhos. Se me dissessem há um tempo atrás que meu personagem seria capaz de criar novos leitores de quadrinhos, nem eu mesmo acreditaria. E ainda mais novos leitores entre as crianças. Mas abordarei essa questão com mais detalhes em um post futuro.

Ricardo Desenhando
publicado
Categorizado como Blog

Por Cadu Simões

Alguém em busca da questão fundamental sobre a vida, o universo e tudo mais.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.