Acelera SP no Catarse

Acelera SP

Estou com um novo projeto de histórias em quadrinhos em campanha de financiamento coletivo no Catarse, trata-se de Acelera SP.

A história de Acelera SP é ambientando numa São Paulo alguns anos no futuro onde todos os serviços públicos foram privatizados e não há mais Estado. Iremos então acompanhar alguns personagens que vivem (ou sobrevivem) neste mundo onde o egoísmo e o individualismo se tornaram hegemônicos, no qual vidas humanas valem menos que propriedades materiais.

A revista terá formato 16cmx25cm, 28 páginas em off-set p/b, e capa colorida em couchê ilustrada por Gil Tokio. A arte das páginas internas é de Juliano Oliveria, que também é o desenhista da minha série Nova Hélade.

Se você curte distopias cyberpunk provavelmente gostará de Acelera SP. Se for esse o caso, apoie lá. =D

Novo Gibi do Demetrius Dante

Demetrius Dante #02

O novo gibi de Demetrius Dante, o detetive do absurdo criado pelo Will, já está em pré-venda.

Essa edição conta com uma história escrita por mim. Depois de escrever uma história de super-herói com o Homem-Grilo & Sideralman onde não há nenhuma ação nem lutas, agora escrevi uma história de detetive com o Demetrius Dante no qual nada é investigado. Ou seja, basicamente estou me especializando em fazer roteiros anticlímax.

Nessa HQ teremos a participação do imortal aedo Homero, mais um dos coadjuvantes que inclui no universo do Demetrius, assim como sua irmã clarividente Cassandra, o “cãosomem” vira-lata Bicudo, a faraó-feiticeira reencarnada como gata Hatshepsut, entre muitos outros que ainda estão por vir.

Essa história aborda um tema que é recorrente em minhas HQs, a criação artística. De fato somos capazes de criar algo do nada? Ou estamos apenas reciclando formas e estruturas tão antigas quanto a própria humanidade? Por fim, é uma história também sobre enxergar a arte e as cores de uma cidade como São Paulo, apesar de um certo “gestor” estar tentando torná-la cada vez mais cinzenta.

Cosmogonias no Catarse

Cosmogonias - Capa

Eu estou com um novo projeto de financiamento coletivo no Catarse, Cosmogonias, uma revista que reunirá HQs curtas escritas por mim para diversas publicações durante os meus 16 anos de carreira como quadrinista. Algumas dessas HQs serão publicadas como foram concebidas originalmente, outras estão sendo redesenhadas especialmente para esta antologia. Haverá ainda um conto inédito.

Em comum essas histórias falam sobre criação, em seus mais diversos aspectos, seja a criação de mundos, a criação de vidas ou ainda a criação de histórias. E com a criação vem a destruição, pois todo início requer um fim, toda vida caminha para a morte, assim é o ciclo cosmogônico.

A revista terá formato 16cmx25cm, 32 páginas em off-set p/b, e capa colorida em couchê, ilustrada por Gil Tokio. Os outros desenhistas que estão participando de Cosmogonias são: Jozz, Mario Cau, Mário Cesar, Juliano Oliveira, Will e Camila Torrano.

Na página de Cosmogonias no Catarse você poderá ver maiores detalhes sobre as histórias que farão parte da obra e sobre as recompensas que você pode adquirir ao apoiar o projeto.

Conto com o seu apoio.

Participação na Gibicon nº2

Gibicon nº2

Esta semana, dos dias 4 a 7, acontece em Curitiba a Gibicon nº 02, e eu estarei lá com os meus colegas do coletivo Petisco como um dos quadrinista convidados do evento.

Além de estar presente todos os dias no estande do Petisco, também irei participar de um debate sobre roteiro de quadrinhos na quinta feira às 14 h, e no domingo, estarei num a sessão de autógrafos junto com o Will da nossa revista Homem-Grilo & Sideralman.

Então vejo vocês na Gibicon. =)

Oficina de Roteiro no SESC Araraquara

Oficinas no SESC Araraquara.

Dos dias 15 à 18 deste mês eu ministrarei uma oficina no SESC Araraquara como parte das atividades HQ: do papel ao digital. É a mesma oficina que já havia ministrado no SESC Ribeirão Preto, intitulada Como Escrever Histórias Originais Utilizando Clichês.

A proposta desta oficina é mostrar que escrever uma boa história não significa exatamente escrever uma história original (e podemos até mesmo questionar se de fato existe alguma história original). Deste modo, mostrarei como usar estruturas narrativas e arquétipos presentes em histórias tão antigas quanto a própria humanidade para criar a suas próprias histórias a partir de sua própria vivência. A sua história não será original, mas terá a sua voz e o seu estilo.

E abaixo vocês ficam com dois vídeos de apresentação do TEDTalks sobre o tema de minha oficina.

Esse primeiro com Kirby Ferguson, autor do excelente documentário Everything is a Remix.

E o segundo com Austin Kleon, autor do livro Roube Como um Artista.